Quem nunca ouviu falar do famoso Ronaldo Fenômeno, realmente, bem conhecido! O mais legal é que ele não parou, ele continua, ele quer mais. Estava navegando na internet e vi uma matéria que me chamou muito a atenção pelo fato de dizer que o Ronaldo queria ganhar mais dinheiro, e pensei… Mais? – Muitos no lugar dele teriam pendurado a chuteira e a vontade de trabalhar juntos, concorda comigo?

A atitude do Ronaldo mesmo após ter parado de jogar prova o porque ele foi quem foi dentro do Futebol, não foi por “ter tido sorte” mas sim muita dedicação e esforço. Você lembra o quanto ele se machucou, lembra como ele jogou no Corinthians com dores e mais dores… realmente, ele mereceu ser um Fenômeno.

Ronaldo Fenômeno e Ganhar Dinheiro na Internet?

Longe dos gramados mas empreendendo podemos dizer que ele não parou, ele realmente quer mais fora de campo e sabe o porque estou escrevendo sobre ele aqui no meu blog, para dizer para você que esta lendo que é sim possível você ter seu negócio na internet e ganhar dinheiro e também para deixar registrado para que eu Anderson Ferro volte a ler a entrevista que ele deu a revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios.

Tenho falado com muita gente, de vários lugares do Brasil e alguns de fora do nosso Pais e a grande maioria reclamam que não conseguem, que nunca fizeram nada relacionado a internet ou mesmo que este é um mercado desconhecido, pois bem, se você ler a entrevista do Ronaldo vai entender que ele também não era um empreendedor, que ele também tem dificuldades, que ele também é um ser humano como todos nós, mas o que ele faz de correto é sempre estar aprendendo e mesmo aprendendo já esta “trabalhando”, ou seja, ele não quer ser perfeito para começar e começou para ser perfeito.

Mais ele Já tinha Dinheiro!

Eu sei que muitos também vão dizer que por ser o Ronaldo Fenômeno portas se abrem, ou mesmo que ele já tinha dinheiro, que ele é conhecido, que para ele é fácil, entre outras inverdades que só dizemos para acariciar nosso ego do coitadismo pessoal. Temos que parar de reclamar e procurar solução, temos que fazer acontecer com o pouco que temos e isso só acontece quando temos certeza de onde queremos chegar, pois mais importante do que chegar no topo da escada é subir o primeiro degrau e para que isso aconteça não precisamos ter muito mas sim força de vontade. Pare de dar desculpas para acariciar o seu ego da derrota, comece a oferecer soluções para o seu ego de conquista e acaricie ele, esse sim merece um belo “mimo”! De o seu melhor e faça acontecer!!!

Ah, este deveria ser o nome dele: RonalDinheiro – Bora aprender com ele!

Agora se for do seu interesse, leia abaixo a entrevista (completa) que o Ronaldo concedeu a Revista Pequenas Empresas e Grandes Negócios:

ronaldo_nazario_ele_nao_parou
Foto: Anna Carolina Negri

Quais são seus negócios hoje?
Sou sócio de duas empresas: a Liv Drinks, que fabrica sucos e água de coco, e a Ronaldo Academy. A escolinha é um projeto com que eu sempre sonhei para ajudar crianças e jovens a encontrar um caminho na vida por meio do esporte. Além da questão social, é um bom negócio: o futebol é jogado praticamente em todos os países do mundo, por isso temos oportunidades em todas as partes. Só na China, um país que começa a investir pesado no futebol, vendemos 30 unidades da rede.

Como você se prepara para administrar seus negócios?
Apesar de ter tido experiência com alguns negócios, eu sei que ainda estou no começo da minha jornada empreendedora. Estou aberto ao aprendizado no dia a dia. Mas eu tenho o necessário para ser um empreendedor: bom senso e coragem para tocar um negócio.

Numa negociação difícil, como você  escolhe a melhor alternativa para a sua empresa?
Eu gostaria de ter me especializado em negócios, sei que isso seria bom para mim. Mas não vejo problema. Veja bem, eu lido com dinheiro desde os 16 anos, fiz muitos contratos de altas cifras com patrocinadores e clubes. Reinaldo Pitta e Alexandre Martins, empresários do ramo do esporte, também me ensinaram muito. Além desse aprendizado que tive, conto com uma equipe muito próxima para me ajudar nas decisões. E tem outra coisa: sei que um negócio é bom quando a soma dá positivo.

Quem são essas pessoas que te ajudam nos negócios?
Eu tenho uma estrutura para me ajudar em vários assuntos. Em negócios, são três advogados, dois na Espanha e um aqui no Brasil. Eles recebem as propostas de sociedade, fazem uma análise e eu decido se vou investir. Um economista nos auxilia no processo para ver se o acordo é vantajoso.

Quais empreendedores te inspiram?
O Carlos Wizard [Mundo Verde, BR Sports e Taco Bell] é um deles e sinto que é um privilégio ser parceiro dele. Outro é o Jorge Paulo Lemann [3G Capital], que me empresta a quadra de sua casa no Rio de Janeiro para jogar tênis. E também tenho muita admiração pelos sócios dele, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, que já me chamaram para fazer publicidade da Brahma.

Você está ao lado de lendas do mundo dos negócios. Conversa com eles sobre empreendedorismo?
Eu tento pegar o máximo possível de dicas. Houve uma situação engraçada em 2013. Eu estava na casa do Jorge Paulo Lemann jogando e ele apareceu e perguntou: ‘Ronaldo, você tem ações?’. Disse que tinha uma carteira pequena. Ele desconversou e se foi. Dois dias depois ele anunciou a compra da H.J. Heinz. Mas é bom registrar: ele não me disse absolutamente nada sobre a compra.

Como é a sua rotina?
Como moro em Madri, tento vir ao Brasil pelo menos uma vez por mês. Quando pouso aqui, tenho uma agenda bem extensa e tento ajustá-la para duas coisas: ficar com meus filhos e tocar os negócios, o que inclui reuniões societárias, de contratos de imagem e ações de marketing. É bem corrido porque eu viajo o mundo em nome do futebol. Saindo dessa entrevista, vou para o México inaugurar um museu e me encontrar com o Carlos Slim, dono da Telmex. Vou pedir dicas de negócios para ele.

Como seu amigo Lemann, você sonha em ser um bilionário?
Eu não estou no empreendedorismo por esse motivo. A minha grande batalha é para que a academia vingue. É claro que, se  o negócio der certo, será legal ter mais dinheiro. Mas não precisa ser bilhão.

Fonte – PEGN

É ou não é um Ronaldo Fenômeno?

Abs e Sucesso!

Anderson Ferro

criar-aplicativo

2 CommentsClose Comments

2 Comments

Leave a comment